O argon laser é um dos mais confiáveis no tratamento de doenças no fundo do olho, retinopatia diabética, doenças vasculares, descolamento de retina, glaucoma, tumores, inflamações, plástica de íris, patologias da conjuntiva, pálpebras e cilios.

É o ultimo avanço em laser para oftalmologia e o seu uso na catarata vem aumentando a precisão de fase cirúrgicas tais como a abertura da corneá, da capsula do cristalino (capsulorherxis) e fratura do núcleo do cristalino.

A cirurgia a laser é uma realidade a ser utilizada no tratamento da miopia, hipermetropia e astigmatismo. A aplicação de laser dura segundos e o tempo total da cirurgia gira em torno de 5 ~ 7 minutos. É aplicada sobre a córnea uma carga de excimer laser, uma luz ultravioleta que “dissolve” camadas microscópicas de seu tecido, deixando-a em condições de ajustar a imagem com melhor foco na sua retina.

O astigmatismo pode ser puro ou associado à miopia ou hipermetropia. Pode ser tratado por uma técnica em que também é utilizado o bisturi de diamante. As incisões são normalmente curvas, feitas ao redor de um mesmo eixo da córnea.

Em casos leves podemos indicar a trabeculoplastia que consiste com o laser de argônio micro queimar o local onde demora poucos minutos. 

Iridotomia c/ laser de argônio ou yag laser consiste em fazer  um micro- furo na iris para prevenir risco de glaucoma agudo em alguns casos.

Trabeculectomia, cirurgia sob anestesia local onde abre uma drenagem na córnea permitindo a saída do liquido humor aquoso para debaixo da conjuntiva( membrana brilhante dos olhos) indicado em casos rebeldes ao tratamento com colírios e lasers.

Colocação de micro  stents  e bolsas de drenagem  em casos refratários aos outros depois de tratamento. 

O pterígio é um espessamento vascularizado da conjuntiva (superfície dos olhos) de forma triangular que se estende do ângulo interno (nasal) do olho em direção à córnea. Este tecido normalmente aparece em olhos que são muito expostos a luz do sol, poeira e poluição.

Não é infeccioso, mas pode afetar a visão.

Alguns casos podem ser tratados com colírios ou cauterizados com laser.

A cirurgia de retirada pode ser realizada com várias técnicas diferentes, sendo mais importante proteger o olho após o procedimento para evitar a recidiva.

Existem varias técnicas para correção do descolamento da retina desde a injeção de gás especial no interior dos olhos, passagem de cintas externas de silicone ate as chamadas vitrectomias onde aparelhos especiais trocam o gel interior dos olhos chamado humor vítreo.

Tratamento indicado para tentar reter o avanço do ceratocone (protrusão da córnea e em alguns casos enfraquecimento das córneas por , trauma cirurgias e ou infecções.

Consiste em pingar um colírio de riboflavina e utilizar uma luz especial sobre a córnea que (facilita impregnar seus tecidos aumentando sua resistência e endurecimento). Tempo aproximado do tratamento é de 30 minutos.

 

O estrabismo é uma alteração da posição dos olhos. Existem casos em que a correção é feita apenas com exercícios e óculos, mas outros casos exigem a correção cirúrgica.

A cirurgia consiste em reposicionar os músculos dos olhos para que os mesmos fiquem em um alinhamento correto. A cirurgia hoje em dia não necessita de internação e é realizada com anestesia local.

Para casos especiais podemos micro cortar a córnea com a femto laser levantando uma micro camada superficial , da mesma em torno de 140 mícrons , e sob ela evaporar células da córnea corrigindo o grau de sua visão. Como no prk.

Também utilizada no tratamento dos principais vícios de refração. O processo é semelhante ao prk, porém o laser é aplicado sob uma micro camada (uma espécie de “tampa”). Após a intervenção, esta capa é recolocada e, rapidamente, o próprio olho se incumbe de regenerar o tecido e cicatrizá-lo. Esta técnica é utilizada preferencialmente em graus elevados. É uma cirurgia um pouco mais complexa e demorada, porém sua recuperação pode ser mais rápida e indolor. Hoje utilizamos o femto laser evitando o uso de laminas para corte

O implante de anel intraocular é uma das formas de correção de ceratocone.

A cirurgia é realizada com a tecnologia mais moderna de cortes a laser (femto second) e é indicada quando a correção do quadro não se mostra satisfatória como o uso de lentes de contato ou óculos.

É um passo anterior a indicação de transplante de córnea e indicado apenas após uma detalhada avaliação de cada caso.

Realizada com anestesia tópica e com retorno imediato do paciente para casa.

 

Indicação para correção do grau ou cirurgia de catarata. Para os casos de grau muito elevado ou contra-indicação aos procedimentos realizados na córnea, existem as cirurgias de implante de lente intraocular.

Estas lentes são implantadas na frente da íris (lentes especiais ou artisan).

Em casos que o paciente já apresente o início de catarata é indicado o procedimento de faco-refrativa (cirurgia de catarata com implante de lente para correção de grau), e em todas as cirurgias são indicadas as lentes intra oculares, desde as simples as que corrigem o astgmatismo e multifocais.

Hoje de forma rápida e indolor injetamos medicamentos altamente evoluídos no interior dos olhos para tratar degeneração maculares (dmri) doenças vasculares da retina , retinopatia diabetes, hemorragias vítrea, infecções intra oculares.

A especialidade de plástica ocular, ou oculoplastica, existe no brasil desde a década de 60 e, assim como as outras áreas da medicina, acumulou avanços e aprimoramentos técnicos nos últimos anos permitindo melhores resultados.

A filosofia do cirurgião plástico em oftalmologia é respeitar e preservar a integridade do olho, mantendo a funcionalidade da região periocular e, seguindo uma tendência mundial, tem agregado conhecimentos estéticos visando oferecer rejuvenescimento além de tratar patologias.

As cirurgias necessárias sao avaliadas dependendo da alteração presente e incluem defeitos funcionais como, por exemplo, entrópio (rotação da pálpebra em direção ao olho), ectrópio (eversão da pálpebra), ptose (queda da pálpebra), dermatocalase (excesso de pele) e prolapso de gordura ( bolsas palpebrais) que terminam por ocasionar defeitos estéticos. Assim como outros desgastes do envelhecimento facial, como as rugas de expressão, que criam condições desagradáveis mas passíveis de tratamento.

O rejuvenescimento da área dos olhos recupera notavelmente uma expressão mais leve e reanima a autoestima, não existindo uma idade ideal para a cirurgia, mas sim, a oportunidade ideal. Essa oportunidade é determinada pela presença do defeito a ser corrigido e diagnóstico correto.

O transplante de córnea é um procedimento realizado no tratamento de várias doenças da superfície ocular. As mais comuns são o ceratocone, cicatrizes corneanas, e doenças infecciosas da córnea, pós traumas, pós cirurgias.

É um tratamento bem estabelecida na oftalmologia e depende da doação de órgãos e tecidos. Atualmente a fila de transplantes sofreu uma diminuição importante graças as políticas de saúde pública e incentivos privados.

Anteriormente realizada exclusivamente com técnicas manuais, hoje pode utilizar as modernas lâminas mecanizadas ou os cortes a laser.

Cada caso deve ser avaliado individualmente..

Plenamente utilizado para microincisões no interior dos olhos, nos pós-operatórios de catarata e em alguns tipos de glaucoma.