19/10/2017

Dia Mundial da Visão: catarata e glaucoma são as principais causas de cegueira evitável

No dia 12/10 é celebrado o Dia Mundial da Visão. A data, criada pela Organização Mundial da Saúde e comemorada anualmente sempre na segunda quinta-feira de outubro, tem como principal objetivo alertar sobre os riscos à saúde ocular. No mundo, a cada cinco segundos, uma pessoa fica cega. Apenas no Brasil, há 1,1 milhão de cegos e cerca de quatro milhões de deficientes visuais, segundo a Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO). Ainda de acordo com essa organização, 75% da cegueira no planeta resulta de causas previsíveis ou tratáveis.

As principais causas de cegueira em adultos são a catarata, o glaucoma, a degeneração macular relacionada à idade e a retinopatia diabética. Já entre as crianças, os maiores causadores da perda de visão são: infecções congênitas, catarata congênita, retinopatia da prematuridade e glaucoma congênito.

De acordo com a oftalmologista Dra. Fábia Helena Crespo, as consultas de rotina com são imprescindíveis para o diagnóstico e tratamento dessas e outras doenças, que muitas vezes podem ser assintomáticas no início. “Em palestras, costumo perguntar sobre quem já foi ao cardiologista ou clinico geral para fazer um ‘checkup’, e depois quem já foi ao oftalmologista para fazer um ‘checkup’. A ideia é conscientizar a população, já que segundo os dados, cerca de 75% desses casos de cegueira são evitáveis ou curáveis, ou seja, a cada quatro cegos, três poderiam não estar nessa situação”, explica a médica.

Catarata e glaucoma: os principais vilões da visão

Para quem possui histórico de glaucoma na família, o exame preventivo é imprescindível, já que elas apresentam mais chances de desenvolver a doença. Também fazem parte do grupo de risco os portadores de diabetes; os míopes e hipermetropes; os maiores de 60 anos; e negros, principalmente com mais de 40 anos de idade.

“O glaucoma, quando não tratado e diagnosticado a tempo, leva à cegueira irreversível. A visão perdida não pode ser restaurada. No entanto, há tratamento para evitar a perda da visão remanescente. Por isso, o diagnóstico precoce é fundamental para o controle da doença”, alerta a oftalmologista Dra. Kátia Mello.

A catarata, lesão ocular que atinge e torna opaco o cristalino, é outra doença que se não for tratada poderá levar à perda da visão. Ela é a maior causa de cegueira evitável. “Os portadores da doença não devem temer a cirurgia, pois o procedimento é simples e a recuperação costuma ser muito rápida”, explica Kátia Mello.

Ficar longas horas exposto ao sol pode possibilitar a progressão da catarata, além de outros problemas oculares. Por isso, o uso de óculos com proteção solar ultravioleta A e B, mesmo por crianças é fundamental. É importante também chamar a atenção para a prevenção da cegueira na infância. O glaucoma congênito e a catarata congênita são as principais causas da perda de visão em crianças. Um pré-natal adequado e o teste do olhinho são imprescindíveis.

Escrito por: José Mulser

Recomendado para você

Se você tiver alguma dúvida, ligue para nós (13) 3477-9000 ou agende agora sua consulta