21/02/2018

Pesquisas com algas em andamento para tentar curar um tipo de cegueira.

A Retinose Pigmentar é um grupo de distúrbios genéticos que afetam a retina, e causa uma degeneração da visão. Como resultado o indivíduo sofre uma perda progressiva da visão até evoluir para cegueira total. Mas agora a empresa britânica GenSight Biologics recebeu autorização para executar testes de um novo tratamento baseado em optogenética, para tentar curar esse tipo de cegueira.

A técnica optogenetic consiste em manipular certos genes para determinadas áreas do cérebro que interpretam a luz. O que os pesquisadores pretendem fazer é aplicar a técnica no olho e manipular o gene que controla a camada de células ganglionares da retina. Esta terapia é a inserção de genes algas nas células e transformá-las em fotorreceptores. As algas em questão pertencem à variedade chamada Chlamydomonas renhardtti. Elas são organismos unicelulares com um mecanismo que permite buscar a luz solar para a fotossíntese. A ideia, portanto, é que o gene das algas transplantadas para o olho humano servem para ajudar a recuperar parte da capacidade de visão.

Os voluntários que participam dos testes devem atender a vários requisitos, incluindo não ser completamente cego e ainda ser capaz de ver, pelo menos, cinco dedos a uma distância de um metro.

Por: José Mulser

Recomendado para você

Se você tiver alguma dúvida, ligue para nós (13) 3477-9000 ou agende agora sua consulta